Siga por Email

Marcadores

Encontre no blog. É só digitar

sexta-feira, 30 de março de 2012

PARA RIR: Antes e depois do casamento
















ANTES DO CASAMENTO:
ELE: - Custou tanto esperar por este momento.
ELA: - Você quer que eu vá embora?
ELE: - Não! Nem pense nisso.
ELA: - Você me ama?
ELE: - Claro! E muito!
ELA: - Alguma vez você já me traiu?
ELE: - Não! Por quê? Ainda pergunta?
ELA: - Me beija?
ELE: - Evidente! Sempre que possível!
ELA: - Você seria capaz de me bater?
ELE: - Você está doida? Não sou desse tipo de homem!
ELA: - Posso confiar em você?
ELE: - Sim.
ELA: - Querido!

DEPOIS DO CASAMENTO: Leia de baixo para cima. (Fonte: Sou Mais Eu)

PARA RIR: Quem aguenta tudo isso





Quem agüenta tudo isso? 

(Show de bola. Diz-se que é do Veríssimo, mas não chequei):



Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.

E uma banana pelo potássio..

E também uma laranja pela vitamina C.

Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir o diabetes.

Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água.

E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.

Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam na digestão).

Cada dia uma Aspirina, previne infarto.

Uma taça de vinho tinto também.

Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso.

Um copo de cerveja, para... não lembro bem para o que, mas faz bem.

O benefício adicional é que, se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um  derrame, nem vai perceber.

Todos os dias deve-se comer fibra. Muita, muitíssima fibra. Fibra  suficiente para fazer um pulôver.

Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente.

E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cinquenta vezes cada garfada.

Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia.

E não esqueça de escovar os dentes depois de comer.

Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e, enquanto tiver dentes, passar fio  dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax.

Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia.

 Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais

 as cinco comendo são vinte e uma.

 Sobram três, desde que você não pegue trânsito.

 As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia.

 Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora
 (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a
 voltar, ou a meia hora vira uma).

 E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser
 regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar delas
 quando eu
 estiver viajando.

 Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia
 para comparar as informações.

 Ah! E o sexo.

 Todos os dias, tomando o cuidado de não se cair na rotina. Há que ser
 criativo, inovador para renovar a sedução. Isso leva tempo e nem estou
 falando de sexo tântrico.

 Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e
 espero que você não tenha um bichinho de estimação.

 Na minha conta, já são 29 horas por dia.

 A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo
 tempo!!!


 Tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os
 dentes.

 Chame os amigos e seus pais.

 Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher.

 Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e, se
 sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio.

 Agora tenho que ir.

 É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir
 ao
 banheiro.

 E já que vou, levo um jornal.

 Tchau....

 Se sobrar um tempinho aí, me manda um e-mail.

 Autor: Luís Fernando Veríssimo*

domingo, 11 de março de 2012

AINDA QUE LENDO, OUÇA! A noite vai passar




















A noite vai passar

Quando a noite se aproxima, os temores aumentam. E isso não acontece por acaso. Afinal, um céu azul e límpido transmite muito mais paz, alegria e segurança que aquele envolto por nuvens negras, de aparência assustadora e desconcertante.

            A escuridão tem o poder intrínseco de acelerar-nos o coração, fazer-nos tremer as pernas e transpirar, mesmo no frio.

            Quando a noite chega, chega acompanhada da dúvida, da insegurança, do medo mesmo. A tranquilidade experimentada e demonstrada ao longo do dia vai-se com os últimos riscos dos raios solares no céu.

            Quando a noite chega, chegam as criaturas da noite, concretas ou abstratas, reais ou imaginárias, mas sempre assustadoras. Ratos asquerosos cruzam nosso caminho. Baratas apavoradas, mas estranhamente apavorantes, fazem-nos dar movimentos inexplicáveis e gritos imprevistos. Sombras são projetadas nas paredes, enquanto que a nossa mente cuida em dar-lhes formas, movimentos e significados.

            A noite encurta a visão, aumenta as distâncias e separa as pessoas. Pudéssemos escolher e, talvez, optaríamos por um mundo sem noite.

            Mas se não fosse a noite... Se não fosse a noite não veríamos a beleza de um céu estrelado e cintilante; ficaríamos sem a poesia da lua dos enamorados; as plantas secar-se-iam pela ausência do orvalho; os fogos de artifício seriam apenas espetáculos barulhentos; os vagalumes não encontrariam seus pares e nem premiariam nossos olhos com seu pisca-pisca singelo e intermitente.

            Ah! Se não fosse a noite...

            Se não fosse a noite, jamais veríamos a beleza de um raiar de dia, de um novo dia que sempre sucederá a mais uma noite.

            A noite pode nos assustar. Mas a noite vai passar. Relaxe! A noite vai passar.

Paulo Natalino Dian