Siga por Email

Marcadores

Encontre no blog. É só digitar

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

EU LI: Maracujá cresce em formato de órgão sexual masculino no Maranhão

     Pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) estão acompanhando, há pouco mais de um mês, o desenvolvimento de um maracujá que cresce em formato de órgão sexual masculino. O fruto foi plantado há dois anos pela dona de casa Maria Rodrigues de Aguiar Farias, 53 anos, em um balde, no quintal de sua casa, em São José de Ribamar (MA).

      Segundo relato feito por ela aos pesquisadores da Embrapa, o fruto nasceu apenas em janeiro com o formato de pênis. "Ela nos disse que o maracujá surge no formato ovalado e depois se desenvolve com aquele formato. É a primeira vez que temos notícias de um fruto com essas características aqui no Maranhão", disse Marcelo Cavallari, pesquisador de recursos genéticos vegetais da Embrapa.

      Cavallari afirmou ainda que a dona de casa recebeu da filha a semente do maracujá. "Nenhuma das duas viu como era o fruto originário, o que poderia nos ajudar na pesquisa. Não temos como confirmar o que realmente aconteceu com o maracujá, mas acreditamos que possa se tratar de uma mutação genética. Como todos os frutos têm o mesmo formato, a possibilidade de má formação é menos possível."
Maracujá cresce em formato de orgão genital masculino em São Jose de Ribamar (Foto: Honório Moreira/OIMP/D.A Press)(Foto: Honório Moreira/OIMP/D.A Press)
      Os maracujás que estão no quintal da dona de casa têm a coloração verde. "O aspecto é saudável, não está doente. Tirando o formato, é sadio. O tempo de maturação costuma ser de um mês a um mês e meio, mas está demorando mais para amadurecer", disse Cavallari.

    Filomena Antonia de Carvalho, coordenadora de Defesa Vegetal da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Maranhão, visitou a casa de Maria Rodrigues ainda em janeiro deste ano. "Não temos condições de avaliar o que aconteceu com o maracujá, por isso acionamos os pesquisadores da Embrapa. Fizemos, então, uma segunda visita ao local com eles."

      "É bem grande, é bem grosso mesmo. Chega a ter entre 15 e 20 centímetros de comprimento. Não há motivo para que o maracujá não seja consumido por causa do formato, mas também não sabemos como é por dentro", disse Cavallari.

(Glauco Araújo, do G1, em São Paulo)

sábado, 26 de fevereiro de 2011

PÔ, É POESIA! Que vida?



















QUE VIDA?

A vida, o que é? Diga prá mim!
Defina se puder este complexo,
Que às vezes de beleza é sem fim,
E às vezes se revela tão sem nexo.

Por que de boa migra prá ruim,
E o beijo, abraço, afago e até o sexo,
Se equiparam àquilo que é chinfrim,
E o côncavo não casa com o convexo?

A vida é um mistério. E é só.
Não queira entendê-la, não tem jeito,
Apenas vá vivendo enquanto der.

Cultive sempre o que for o melhor,
Mas não estranhe se lhe explode o peito,
E aí você já era. Não mais é.

Paulo Natalino Dian, em 01 de junho de 1998

EU LI: Papo em F















Papo em "F"

Um homem entra num restaurante e pede a refeição usando sempre a letra “F” no início das palavras:
- Faça favor.
- Pois não.  O que vai comer?
- Fineza fazer frango frito.
- Com que, cavalheiro?
- Farinha, feijão e farofa.
- Aceita pão, meu senhor?
- Faça fatias.
O garçom ficou intrigado, mas continuou a conversa, para ver até onde ia o freguês.
- O café está bom?
- Frio e fraco.
- Como é que o senhor gosta?
- Forte e fervendo.
- De onde o senhor é?
- Fortaleza.
- Como é o seu nome?
- Fernando Fagundes Ferreira.
- O que o senhor é?
- Fui ferreiro.
- Deixou o emprego?
- Fui forçado.
- Por que?
- Faltou ferro.
- O que fabricava?
- Ferrolho, ferradura, fechadura e ferragens.
- O que o senhor toma para ter uma memória tão boa?
- Fosfatose Fontoura.
- Se o senhor disser mais seis palavras com a letra “F”, não precisa nem pagar a conta.
- Foi formidável.  Fazendo fiado, fico freguês.
- Puxa!  Diga mais duas.
- Fosfatose Fontoura.
- FORMIDÁVEL.  - disse o garçom.
Texto extraído do Almanaque do Biotônico, de 1973.  Uma publicação anual do Biotônico Fontoura, p. 12.

PARA RIR: Mulher não guarda rancor. Será?


























Esta é a Prova que Mulher não guarda Rancor!

Após um longo período, a mulher morre e chega aos portões do Céu. Enquanto aguardava São Pedro, ela espiou pelas grades e viu seus pais, amigos e todos que haviam partido antes dela, sentados à mesa, apreciando um maravilhoso banquete.

Quando São Pedro chegou, ela comentou: - Que lugar lindo! Como faço para entrar?

- Eu vou falar uma palavra. Se você soletrá-la corretamente na primeira vez você entra; se errar vai direto para o inferno.

- Ok. Qual é a palavra?

- AMOR, respondeu São Pedro.

-A-M-O–R. Ela soletrou perfeitamente e de primeira. Passou pelos portões.

Cerca de um ano depois, São Pedro pediu que ela vigiasse os portões aquele dia. Para surpresa dela, o marido apareceu.

- Oi! Que surpresa! - disse ela. Como você está?

- Ah, eu tenho estado muito bem desde que você morreu... Casei-me com aquela bela enfermeira que cuidou de você, recebi seu seguro de vida e fiquei milionário.

Vendi a casa onde vivemos e comprei uma mansão. Eu e minha linda esposa viajamos por todo o mundo. Estávamos de férias e eu fui esquiar hoje. Caí, o esqui bateu na minha cabeça e aqui estou eu.

E agora, como faço para entrar, querida?

- Bem, aqui tem uma regra pra entrar: Eu vou falar uma palavra. Se você soletrá-la corretamente na primeira vez, você entra, senão vai para o inferno.

- Qual é a palavra?

- ARNOLD SCHWARZENEGGER.
(Fonte: Internet)

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

PÔ, É POESIA! Eu





















EU

Um dia alguém querendo uma história,
Que fosse além de qualquer pensamento,
Juntou, assim, de forma aleatória,
Num aparelho vários elementos.

Pegou um pouco dessa vida inglória,
Tristeza, angústia e muito sofrimento,
E tudo enfim que veio à memória,
Prá retratar, quem sabe, um sentimento.

Então ligou a máquina possante,
E transformou em pasta aquilo tudo,
Que sem conserva logo pereceu.

O que sequer pensou num só instante,
Talvez até por ser tão absurdo,
É que o produto tinha um nome: eu.
Paulo Natalino Dian (década de 80)


PÔ, É POESIA! Soneto dos Ensandecidos


















Em tempos de notória decadência
Não surpreende um jovem alienado
Atazanar a nossa paciência
Com coisas que o revelam tresloucado.

No entanto não se quer essa demência
Naqueles que no peito estão guardados
Dos quais se espera além das aparências
Todo um estilo são e equilibrado.


 
Porém eu observo amiúde,
Pessoas às quais devoto o maior dengo
Tomarem as mais estranhas atitudes

Torcerem por um time que é um monstrengo,
Desperdiçando a sua juventude
Correndo atrás do bonde do Flamengo.
Paulo Natalino Dian 

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

CURTINHAS: Cadê os samaritanos?

A parábola do bom samaritano, com todos os seus personagens e atitudes, continua muito atual. A nota triste é que a experiência do dia-a-dia demonstra que aumentou em muito o número de sacerdotes e levitas, enquanto que o de bons samaritanos diminuiu.
Paulo Natalino Dian

PARA RIR: A lógica da freira












A LÓGICA DA FREIRA

Duas Freiras saíram do convento para vender biscoitos. Uma é a Irmã Maria e a outra é a Irmã Léia.

Irmã Maria: - Está ficando escuro e nós ainda estamos longe do convento !!!

Irmã Léia: - Você reparou que um homem está nos seguindo há uma meia hora?

Irmã Maria - Sim, o que será que ele quer? 

 
Irmã Léia : - É lógico! Ele quer nos estuprar.

Irmã Maria - Oh, não! Se continuarmos neste ritmo ele vai nos alcançar, no máximo em15 minutos. O que vamos fazer?


Irmã Léia: - A única coisa Lógica a fazer é andarmos mais rápido!!!

Irmã Maria: - Não está funcionando.

Irmã Léia: - Claro que não! Ele fez a única coisa lógica a fazer, ele também começou andar mais rápido.

Irmã Maria: - E agora, o que devemos fazer? Ele nos alcançará em 1 minuto!

Irmã Léia: - A única coisa lógica que nos resta fazer, é nos separar! Você vai para aquele lado e eu vou pelo outro. Ele não poderá seguir-nos as duas, ao mesmo tempo.

Então, o homem decidiu seguir a Irmã Léia.

 
A Irmã Maria chegou ao convento, preocupada com o que poderia ter acontecido à Irmã Léia.

Passado um bom tempo, eis que chega a Irmã Léia.

 
Irmã Maria: - Irmã Léia !!! Graças a Deus você chegou! Me conte o que aconteceu???!!!

Irmã Léia: - Aconteceu o lógico. O homem não podia seguir-nos as duas, então ele optou por me seguir.

Irmã Maria: - Então, o que aconteceu?

Irmã Léia: - O lógico, eu comecei a correr o mais rápido que podia e ele correu o mais rápido que ele podia, também...

Irmã Maria: - E então?...

Irmã Léia: - Novamente aconteceu o lógico: ele me alcançou.

Irmã Maria: - Oh, meu Deus! O que você fez?

Irmã Léia: - Eu fiz o lógico: levantei meu hábito.

Irmã Maria: - Oh, Irmã Léia!!!! E o que o homem fez? 

Irmã Léia: - Ele, também, fez o lógico: abaixou as calças. 
Irmã Maria: - Oh, não!!!!! O que aconteceu depois?

Irmã Léia: - Não é óbvio, Irmã Maria? Uma freira com o hábito levantado consegue correr muito mais rápido do que um homem com as calças abaixadas !!!!

SE VOCÊ PENSOU EM OUTRO FIM PARA A HISTÓRIA, PEÇA A DEUS PARA LIMPAR SUA MENTE POLUÍDA.


PODE COMEÇAR A ORAR ...

(Gostou? Deixe um comentário! - Fonte: Internet)

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

PÔ, É POESIA! Café com pão

















CAFÉ COM PÃO

Na sexta você era requeijão,
Engarrafada, branca e cremosa,
Aí a imaginei bem no meu pão,
Sendo ingerida de forma gostosa.

No sábado, no sol deste verão,
Você ficou morena e crocante,
Lembrava exatamente o próprio pão,
Com a casca assim, torrada e excitante.

Domingo, você veja como é:
Três dias sob o vento, o sol, no mar,
Tua pele escureceu. Não resisti.

Cheirosa e saborosa qual café,
Eu não me contentei somente olhar,
Botei você no copo e então... bebi.

Paulo Natalino Dian

PARA RIR: Sutileza feminina



















SUTILEZA FEMININA

Um homem telefona para a sua esposa e diz:

– Querida, o meu chefe convidou a mim e a alguns dos seus amigos para irmos pescar num lago distante.

Vamos ficar fora uma semana. Esta é uma excelente oportunidade para eu conseguir a promoção que tenho esperado; por isso me prepare roupa suficiente para uma semana, e também a minha caixa de apetrechos de pesca.

Vamos partir diretamente daqui do escritório, e vou passar aí, apenas, para apanhar essas coisas. Ah...

Por favor, coloque, também, o meu pijama novo, aquele de seda azul.

A mulher acha que isso soa um bocado estranho, mas atende ao pedido do marido.

No fim-de-semana seguinte, ele regressa da pescaria um tanto cansado; mas, fora isso, nada de anormal.

A mulher recebe-o com um beijo e pergunta-lhe se apanharam muitos peixes.

Ele responde:

– Sim! Muitos pargos, algumas garoupas e uns poucos carapaus. Mas, por que é que você não colocou o meu pijama de seda azul, tal como pedi?

A mulher apenas olha fixamente nos olhos dele e responde segura de si:

– Coloquei sim, querido! Coloquei-o dentro da caixa de apetrechos de pesca.


*Moral da história: NUNCA DUVIDE DA CAPACIDADE DE RACIOCÍNIO DE UMA MULHER!!! MULHER BURRA NASCE HOMEM
(Escrita, naturalmente, por uma mulher, cuja identidade não quis revelar. Fonte: Internet)

EU LI: Bênçãos que desejo a você com carinho e oração















Que seus dias sejam intensos.

Que sua alma sempre encontre um lugar de sossego.

Que seu espírito permita o acesso do Espírito Santo.

Que seu corpo se revigore e mesmo ao envelhecer tenhas saúde.

Que seus sonhos sejam saudáveis e possíveis.

Que acredites em alguma utopia.

Que tenhas com quem se repartir e quem se reparta com você.

Que o amor sempre lhe supra e lhe sobre.

Que experimentes alegrias e tristezas na medida.

Que amanheceres, entardeceres e anoiteceres lhe saltem aos olhos de quando em quando e você se deslumbre com a beleza e as nuances de cada um.

Que hajam lagrimas em seus olhos o suficiente pra que não se sequem.

Que ouças e sejas ouvido.

Que vejas e sejas visto.

Que sinta os sabores do cotidiano, mas, que experimentes novos gostos.

Que sintas os aromas dos seus caminhos comuns, mas, percebas novos perfumes em novos caminhos.

Que toques e sejas tocado com delicadeza.

Que desfrutes os lábios do seu amor.

Que sejas ousado(a) e que se arrependa e experimente as delicias do perdão.

Que perdoes e liberte muitos para a vida.

Que ames e muito, mas, que de alguma forma sejas muito amado(a).

Que enfrentes decepções, frustrações, traições, mas, não se amargure.

Que reconheças que um dia ou outro estarás deste lado da vida, isto é, do lado dos que ofendem, traem, frustram, decepcionam.

Que quando isto acontecer, não se decepcione com você, apenas reconheça quem você é.

Que você trabalhe pra ter e doar, pois, nisto há significado.

Que tenhas tempo de descanso não só em períodos de férias, mas, em momentos de cada dia.

Que tenhas lugares que você queira voltar sempre.

Que você se divirta e se alegre com freqüência.

Que tenhas bom humor pra encarar a vida.

Que tenhas pessoas com as quais você se encontre sem que hajam cobranças.

Que você não seja chato demais e não tenha que conviver com gente chata demais.

Que aprendas a ser feliz em qualquer circunstancia.

Que tenhas esperança.

Que sejas dos que crê.

Que ores por orar. 

Que o Eterno a você se manifeste no cotidiano.

Que você O encontre no chão da vida.

Que tenhas paz.

Amém.

Com  carinho
 

Carlos Bregantim

domingo, 13 de fevereiro de 2011

AINDA QUE LENDO, OUÇA! Que desperdício!


         





          








         A maioria das coisas que Jesus Cristo fez foi acompanhada de perto por uma grande multidão. Logo, logo as pessoas perceberam que o que Ele fazia e falava era diferente do que estavam acostumadas a ver e ouvir.

         Mas, infelizmente, muito cedo ficou claro que a motivação das pessoas que se aproximavam de Jesus não era ouvir os seus ensinamentos, obedecer a sua vontade, aplicar à vida as suas orientações. O que as pessoas queriam mesmo era tirar algum proveito da presença de Jesus. Proveito físico, material, econômico, posicional.

         Jesus virou uma espécie de alvo de apostas do povo.

         O interesse de uns era a cura do corpo; de outros, era a comida farta e de graça. Judas o vendeu por trinta moedas e garantiu o seu quinhão. E os soldados que o crucificaram repartiram entre si as suas vestes e disputaram, apostando, acerca de quem ficaria com a sua túnica.

         Que desperdício! Fixados nas vantagens temporais perderam

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

PÔ, É POESIA! Seu beijo

















SEU BEIJO

Na quinta tinha gosto de anis
Na sexta o gosto era natural
Não sei dos dois qual me fez mais feliz,
Mas acho que fiquei feliz igual.

Segunda fui buscar e ela não quis
Na terça fez até cara de mau
Na quarta me vi só e infeliz,
Na quinta fui parar no hospital.

Aí seu coração se comoveu
Segunda um doce beijo ela me deu,
Na terça deu-me um, depois mais um.

Por pouco não voltou a ser anis,
Mas o que importa mesmo é estar feliz,
Pois amo mais a ela do que eu.
Paulo Natalino Dian

(Você gostou? Então, deixe um comentário. Valeu!)

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

PÔ, É POESIA! Soneto para Cris













SONETO PARA CRIS

Morena  e em  tudo graciosa,
Caminha pelas ruas mui feliz,
Alguém que ofusca o belo de uma rosa,
E que na intimidade chamo Cris.

Sua boca me instiga, e todo prosa,
Com lápis multicor ou mesmo giz,
Escrevo mil poemas pra dengosa,
Mais bela que a mais cobiçada atriz.

E agora que no ventre leva a vida,
E aguarda ansiosa o grande dia,
Que chegará o rebento, maior bem,

Eu penso em chamá-la de querida,
E festejar com muita alegria,
Num abraço só, nós dois, e o neném.

(Escrito a pedido de um amigo para homenagear a sua amada à época.) 
Paulo Natalino Dian

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

EU LI: Relógio humano











Impressionante! Muito criativo mesmo! Clique no endereço abaixo e, quando aparecer o relógio, clique nele. Muito legal.


http://lovedbdb.com/nudemenClock/index2.html

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

sábado, 5 de fevereiro de 2011

ESCREVENDO: Problemas





















Alguém me escreveu e disse, em síntese: “Acho que estou, novamente, precisando de um conselheiro (...). Parece que problema é mesmo algo que nos acompanha sempre! (...) sinto que eles estão só começando...”.

Então eu respondi: É muito bom saber que você tem problemas. Afinal, dessa constatação podemos tirar algumas lições simples:

1.      Você está viva! (e isso é muito bom, não?)
2.     Em você se cumprem as palavras de Jesus que preveniu: “No mundo tereis aflições...”
3.     Continuamos na terra, onde problemas não são, necessariamente, a exceção.
4.     Ao enfrentar problemas você se assemelha ao Mestre a quem serve.
5.     Os problemas revelam quem somos, no tocante ás limitações, e nos aproximam (precisa ser assim), daquele que tudo pode –– Jesus.
6.     Finalmente, jamais seríamos mais que vencedores, se não houvesse batalhas.

Há alguns cuidados, porém, que precisamos tomar, em relação aos problemas:

1.      Precisamos aprender a não ver problemas onde problemas não existem.
2.     Precisamos aprender a não dar aos problemas uma dimensão maior que aquela que merecem.
3.     Precisamos ter a humildade de reconhecer que, eventualmente, nós somos a causa do problema.
4.     Precisamos, como Jesus ensinou, aprender a dar a outra face, entregar a túnica (ou seria a capa?), caminhar a segunda milha etc.

Lembre-se: Você já viveu... (quantos anos mesmo?) e a grande notícia é que você, diferente do que aconteceu com muitos, sobreviveu. É sempre assim. O problema de hoje, ensejará o canto de vitória amanhã.

Tenho orado por vocês.

Paulo Natalino Dian

EU LI: Felicidade realista

















A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.

Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.

Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.

E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de...

NO CAMINHO: Cristianismo e Jesus (fragmento)



















“...portanto, quando você se angustia com isso, você revela que ainda crê que o Cristianismo é algo diferente e melhor que as demais religiões da Terra; e não é. 
Jesus disse que o que diferenciaria Seus discípulos do resto da sociedade humana seria o amor com o qual eles deveriam se amar uns aos outros; e não mediante credos ou corpos de doutrinas. 

A ética da fé em Jesus é amor. 

A fé que é sã, do ponto de vista de Jesus, é aquela que confessa que Jesus é o Cristo de Deus para todos os povos – independentemente dos povos saberem disso ou não (aqui entre a Ordem de Melquizedeque), e que busca andar em amor prático; posto que a genuína fé “opera pelo amor”. O que passar disso, saiba: é “Cristianismo”.

E não esqueça: nossa fé é em Jesus, conforme o Evangelho, e não conforme o “Jesus Cristão”, que nada mais é do que uma fabricação humana. Acerca do “Cristianismo” o que se tem que dizer é: Ave Constantino!” 

(Caio Fábio)

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

PÔ, É POESIA! Canção para Fred




















Você chegou
Bem de mansinho e depressa você conquistou
Cada pessoa da casa você alegrou
Com seu jeitinho moleque de se comportar
Você passou
A fazer parte da casa e com satisfação
Todos lhe chamam de neto, de filho, de irmão
E gastam parte do tempo pra lhe ver brincar

Você pra nós
É quase gente e a gente se viu entreter
Com suas caras e bocas e jeito de ser
Fred, Fred, Fred, Fred, Fred, Fred.

Paulo Natalino Dian

PARA RIR: Divagações sobre a paz










1. A pomba é o passarinho da paz! 

2. A mulher é a paz do passarinho! 

3. O velho é o passarinho em paz! 

4. A solteira não conhece a paz, nem o passarinho! 

5. A viúva não vive em paz sem o passarinho! 

6. O solteiro não deixa o passarinho em paz! 
(Fonte: Internet)